Tal como refere a nossa parceira FUT Portugal, A FIFA anunciou que que vai lançar novos videojogos, em parceria com outras empresas, depois de ter sido confirmada a rutura com a EA SPORTS.

Em comunicado, o organismo máximo do futebol mundial afirma que “pela primeira vez, a FIFA lançará novos videojogos de futebol, desenvolvidos com com outros estúdios, oferecendo mais escolha para adeptos de futebol e “gaming” a caminho de Catar’2022 e Austrália e Nova Zelândia 2023”.

A FIFA confirma assim que a parceria com a EA Sports termina já em 2023, uma solução que permitirá à EA manter na EA a licença para a categoria de simulador de futebol, mas apenas nesse modo em 2023, abrindo caminho a “um grande novo título de simulação de futebol em 2024”.

O lançamento dos novos jogos está para já previsto para o fim do ano, onde se destacam os Mundiais, naquilo que se espera aliado  a um plano integrado com outras “experiências interativas e digitais”, em linha com a plataforma de “streaming” FIFA+, lançada já este ano.

O único jogo autêntico com o nome da FIFA será o melhor disponível. O nome da FIFA é o único global e original: FIFA 23, 24, 25 e 26, por aí fora – é uma constante e continuará a ser sempre o melhor”, afiançou o presidente do organismo de cúpula do futebol mundial, Gianni Infantino.

O caminho de “crescimento e diversificação” do mundo dos “esports” é citado por Infantino, que espera que a estratégia do organismo que lidera possa “garantir uma vasta gama de produtos e oportunidades para jogadores, adeptos, associações-membro e parceiros”.

Recorde-se que a série FIFA está listada no Livro dos Recordes do Guinness como a mais lucrativa entre “franchises” de videojogos de desporto, com mais de 325 milhões de cópias vendidas até 2021.